Lesões Multiligamentares do Joelho

Home / Lesões Multiligamentares do Joelho

Lesões Multiligamentares do Joelho

O que são as lesões multiligamentares?

São lesões que acometem dois ou mais dos quatro principais ligamentos do joelho: Cruzado anterior, Cruzado posterior, Colateral medial e Colateral lateral. Podem também acometer os cantos póstero-lateral e póstero-medial, estruturas que contribuem para a estabilização do joelho e que raramente são lesionados de forma isolada. Sem que se tenha o acometimento associado dos ligamentos cruzados anterior ou posterior.

A maior parte das lesões envolve apenas um desses ligamentos e tem o tratamento bem estabelecido; quando ocorrem de forma associada, porém, o desafio em relação ao diagnóstico e tratamento é maior.

Como ocorrem as lesões?

Ocorrem geralmente após traumas de alta energia, como acidentes de trânsito ou quedas de grandes alturas; eventualmente podem acometer atletas de esportes de contato, como futebol, lutas ou futebol americano.

Sintomas

Na fase aguda, o paciente apresenta dor, edema e incapacidade funcional no joelho. Em lesões antigas, apresenta instabilidade, com a sensação de que o joelho está solto, sem firmeza.

Diagnóstico

O exame clínico, realizado pelo ortopedista especialista em joelho, é a principal forma de diagnóstico dessas lesões.  Ele é mais importante inclusive que os exames de imagem.

Por isso, é importante que proceda a um exame completo em busca de lesões associadas de outros ligamentos. Já que o não diagnóstico de lesões ligamentares associadas é uma das principais causas de falha em uma cirurgia para reparo ligamentar.

O exame físico nem sempre é conclusivo na fase aguda, pois o paciente sente dor, o que dificulta os movimentos que o médico deve realizar. Por isso, exames de imagem – como raio-X e ressonância magnética – devem ser solicitados e podem ajudar no diagnóstico.

Luxação do joelho

Quando dois ou mais ligamentos estiverem rompidos totalmente deve-se considerar a possibilidade de ter ocorrido o desencaixe completo dos ossos do joelho, o que caracteriza a luxação da articulação. É importante frisar que o termo “luxação” é frequentemente utilizado de maneira incorreta pela população leiga.

O que dá a impressão de que é uma contusão sem nenhuma consequência maior. Na verdade, as luxações são lesões graves que acometem várias estruturas ao redor da articulação envolvida.

Alguns pacientes chegam ao Pronto Atendimento com o joelho ainda fora do lugar, o que facilita o diagnóstico. Mas em outros casos o joelho volta sozinho para o lugar e a luxação pode passar desapercebida pelo médico. Por isso, os médicos que atuam em serviços de pronto atendimento devem sempre se preocupar com esta possibilidade.

Principalmente após traumas de alta energia nos quais a dor e o edema sejam mais exuberantes do que o habitualmente visto nas lesões ligamentares simples. Uma vez que o diagnóstico de luxação do joelho tenha sido feito, é importante que se realize um exame completo.


Lesões Associadas:

– Lesão da artéria poplítea: artéria responsável pelo suprimento sanguíneo abaixo do joelho. A poplítea passa muito perto da parte de trás da articulação. Quando lesionada, deve ser reparada cirurgicamente o mais breve possível. No caso de haver uma lesão e não ser feita a cirurgia dentro de algumas horas. É possível que o paciente evolua para amputação do membro afetado.

– Lesão do nervo fibular: responsável por boa parte dos movimentos e da sensibilidade abaixo do joelho, quando esse nervo é lesionado o paciente pode ficar com o pé caído. Não é uma emergência médica, mas o prognóstico desta lesão é ruim e, dependendo da lesão, o nervo pode precisar ser abordado cirurgicamente.

– Lesões associadas: as luxações são decorrentes de traumas graves, de forma que não é infrequente a associação com lesões em outras partes do corpo, como crânio, abdomen ou torax. As lesões do joelho podem desviar a atenção do médico dessas outras regiões. Portanto, é preciso que se realize um exame completo para não deixar que eventuais lesões associadas passem desapercebidas.

Tratamento

Tanto o tratamento como o prognóstico das lesões multiligamentares dependem de qual é a associação de lesões e deve ser decidido caso a caso pelo ortopedista especialista em joelho. No entanto, a grande maioria delas deve ser tratada cirurgicamente.

Quer saber mais ?

WhatsApp chat