Lesões no ciclismo

O ciclista está sujeito tanto a lesões traumáticas como lesões por sobrecarga. Os acidentes são relativamente comuns entre ciclistas e podem ser dramáticos, até mesmo fatal. Podem ser decorrentes de problemas com a bicicleta, do choque contra outros ciclistas ou com veículos automotores.Mesmo lesões graves podem não transparecer toda sua gravidade em um primeiro momento.

Desta forma,frente a traumas de maior energia, o ciclista deve sempre procurar a atenção médica.

O foco desta discussão não será nas lesões traumáticas decorrentes de acidentes, que devem ser vistos sempre de forma individualizada, mas sim nas lesões decorrentes de sobrecarga / esforços repetitivos. Estas lesões são, via de regra, decorrentes de problemas com o condicionamento físico ou de uma postura ruim sobre a bicicleta. Por fim, discutiremos a importância do Bike-fit, que é o ajuste individualizado da bicicleta de acordo com as características do ciclista.

Dor lombar

Os ciclistas são especialmente vulneráveis às dores nas costas, devido à posição sentada com o corpo curvado para a frente. Além disso, ciclistas amadores muitas vezes passam boa parte do dia sentado no trabalho, o que aumenta inda mais o risco para dor nas costas.

Fazer um trabalho para fortalecimento da musculatura ao redor da coluna, paralelamente ao pedal, ajuda tanto para a prevenção como para o tratamento da dor nas costas. Além disso, o ajuste da bicicleta através de um bike-fit profissional é fundamental.

Dor no joelho

A dor na frente do joelho (também chamada de dor anterior do joelho ou condromalácia da patela)pode estar associada a um banco muito baixo, fazendo com que joelho e quadris fiquem excessivamente flexionados. Já a dor na parte de trás do joelho ocorre quando a banco é muito alto, alongando excessivamentea musculatura posterior da coxa (isquiotibiais) quando o pé estiver em sua posição mais baixa.

Outra causa comum é o atrito da banda Íliotibial- tecido fibroso que corre pela parte externa da coxa, levando a uma dor na parte externa do joelho. A configuração inadequada das presilhas, mantendo a perna rodada para dentro, facilita o desenvolvimento do atrito da banda íliotibial.

Dor no punho e mão

Dores no punho são comuns em ciclistas, principalmente quando um excesso de pressão é descarregado no guidão.Em uma situação ideal, cerca de 60% do peso corporal deve ser apoiado no selim (parte traseira da bicicleta), e 40% no guidão. Quando um excesso de peso é apoiado sobre o guidão, o ciclista pode desenvolver dor no punho. Isso acontece, por exemplo, quando se tem uma bicicleta muito grande em relação ao tamanho do ciclista.

Dor na virilha

Dores na região da virilha em ciclistas são bastante comuns e podem ter origem em diferentes problemas. A posição do ciclista no selim e na bicicleta como um todo exerce bastante influência sobre estas dores.

Muitos modificam a posição de se sentar na bicicleta para evitar o apoio em uma área mais dolorida. Além do desconforto em sí, isso leva a uma perda de rendimento (no caso de ciclistas competitivos) e pode levar a lesões secundárias em outras áreas do corpo, devido a má postura sobre a bicicleta.

Bike fit

Bike fit consiste em realizar ajustes na bicicleta, considerando as características físicas, objetivos e demandas individuais do ciclista. Idealmente, deve ser feito no momento da compra, para que apenas alguns ajustes finos sejam necessários. Para quem já tem a bicicleta, o bike-fit ainda é indicado, mas eventualmente pode não ser capaz de chegar a uma situação ideal.

Em alguns casos, até a troca da bicicleta pode ser indicada.

O bike-fit pode ajudar o ciclista em diversas situações:

• Melhora no desempenho, no caso de atletas competitivos;

• Provê maior conforto ao pedalar, no caso de ciclistas recreativos ou que usam a bicicleta como meio de transporte;

• Ajuda na melhora de dores e lesões resultantes do pedal.

Qualquer pessoa que pedala regularmente pode se beneficiar do bike-fit, seja ela um atleta profissional, atleta amador ou alguém que usa a bicicleta para o laser ou como meio de locomoção.

Não existe um critério ou método único que caracterize o bike-fit. Quando um lojista pede para o cliente sentar na bicicleta para ajustar a altura do banco, ele já está fazendo uma forma bastante primitiva de bike-fit. Fisioterapeutas, preparadores físicos e biomecânicos com certificação específica estão preparados para realizarem ajustes muito mais precisos, e isso pode fazer toda a diferença.

Uma pessoa que pedala apenas por lazer pode ter como objetivo apenas um maior conforto na bicicleta. Seu ajuste será totalmente diferentedaquele feito para um atleta profissional na busca por um melhor desempenho. Entre os atletas competitivos, o ajuste pode mudar de prova para prova de acordo com as características da competição.

Em um ciclista recreativo, as condições físicas podem mudar consideravelmente com a prática, de forma que ajustes podem ser necessários de tempos em tempos.
Contato
(11) 98865-7635
Whatsapp