Epifisiodese

Médico ortopedista especialista em joelho e médico do esporte

A epifisiodese é um procedimento cirúrgico que pode ser realizado em crianças com potencial remanescente para crescimento ósseo e que visa a correção de desalinhamentos ou diferenças no comprimento dos membros inferiores. Ela envolve o bloqueio no crescimento do osso ou de parte dele e pode ser feito com diferentes técnicas, a depender do caso.

A cirurgia é feita de forma minimamente invasiva e permite um retorno bastante precoce para as atividades escolares e outras atividades do dia a dia da criança.
Crianças com possível indicação para a epifisiodese devem realizar uma avaliação precoce, para aproveitar o momento em que a cirurgia ainda tem potencial de correção. Após este período, a opção que resta é a osteotomia, procedimento bem mais complexo e com resultado menos previsível.

O crescimento ósseo da criança e do adolescente acontece em uma área do osso denominada de cartilagem epifisária – também chamada de placa epifisária ou simplesmente “fise”. Esta cartilagem vai crescendo gradativamente e, a medida em que mais cartilagem é produzida, ela passa por um processo de transformação até virar osso. A epifisiodese envolve justamente o bloqueio do crescimento na cartilagem epifisária.

Técnica cirúrgica

Existem diferentes técnicas usadas para a epifisiodese, que pode ser definitiva ou reversível e pode envolver o bloqueio completo ou parcial.

Epifisiodese completa, realizada para a correção de diferença de comprimento entre os membros

Hemiepifisiodese, na qual apenas um dos lados da placa de crescimento é bloqueado.

Pacientes com diferença no comprimento dos membros têm indicação para a epifisiodese completa, em que toda a placa de crescimento é bloqueada e o osso simplesmente não irá crescer mais no local.

Já as deformidades angulares (varo e valgo) são indicações para a hemiepifisiodese. Nestes casos, apenas um dos lados da fise é bloqueado, de forma que o lado oposto continua crescendo, levando à correção da deformidade.

A epifisiodese realizada para a correção de diferenças no comprimento é feita geralmente com técnicas definitivas e são ideais para a correção de 2 a 5cm no comprimento entre os membros. Ela deve ser feita no momento correto, calculado de acordo com a diferença estimada de comprimento ao final do crescimento ósseo e da expectativa remanescente de crescimento.

Já a hemiepifisiodese é realizada para a correção de deformidades em varo e valgo e é feita geramente por meio de técnicas reversíveis. A técnica mais utilizada para isso envolve uma placa de dois furos (eight plate / placa em oito) e dois parafusos, colocados um para cada lado da fise.

Uma vez atingido o alinhamento desejado, a placa e os parafusos são retirados em um segundo procedimento cirúrgico e o osso continua crescendo com o alinhamento correto. Nestes casos, a importância do momento da realização da cirurgia é menor.

Agende sua consulta