Sinovite Vilonodular pigmentada

Médico ortopedista especialista em joelho e médico do esporte

A sinovite vilonodular pigmentada (SVNP) é um raro processo proliferativo que afeta as articulações sinoviais, bainhas de tendões e bursas. O joelho é a articulação mais comumente envolvida. No entanto, eventualmente, pode acometer o quadril, o tornozelo, o ombro ou o cotovelo. Usualmente, apenas uma articulação é acometida. Pessoas entre os 20 e os 40 anos são as mais afetadas.

A doença, de origem desconhecida, caracteriza-se pela proliferação da membrana sinovial e pela deposição de hemossiderina dentro da articulação. A hemossiderina é um pigmento de coloração acastanhada, resultante da degradação das hemácias, que são células presentes no sangue.

Classificação da sinovite vilonodular

Duas formas de sinovite vilonodular são reconhecidas:

  • Localizada: o acometimento é mais pontual, geralmente no compartimento anterior (patelofemoral) do joelho;
  • Difusa: há o envolvimento de todo o tecido sinovial do joelho. Além disso, pode ocorrer também fora da articulação, inclusive envolvendo estruturas neurovasculares, o que torna a excisão cirúrgica completa mais desafiadora.

Quadro clínico da sinovite vilonodular

O paciente com sinovite vilonodular pigmentada tende a apresentar dor, edema e rigidez articular, que se desenvolvem de forma lenta e progressiva. Pacientes com a forma difusa da doença têm uma apresentação clínica mais exacerbada.

Diagnóstico da sinovite vilonodular

O exame de escolha para o diagnóstico da sinovite vilonodular é a ressonância magnética, um exame não invasivo e com grande acurácia. Além disso, a ressonância permite distinguir as formas localizada e difusa.

Tratamento da sinovite vilonodular

A sinovite vilonodular é uma doença de tratamento cirúrgico. A cirurgia tem por objetivo a retirada completa do tecido sinovial acometido e pode ser feita de duas maneiras:

  • Cirurgia artroscópica: deve ser recomendada nos casos de doença limitada e puramente intra-articular, quando a ressecção completa do tecido doente for tecnicamente possível;
  • Cirurgia aberta: casos com grandes massas de tecido sinovial na região posterior do joelho ou envolvimento extra-articular têm indicação para a cirurgia por via aberta. O paciente deve ser alertado para o risco de rigidez pós operatória, frequente nestes casos.

Mesmo com o tratamento adequado, o risco de recidiva gira em torno de 50%. A radioterapia pode ser indicada em casos nos quais a ressecção completa das lesões extra-articulares é tecnicamente inviável.

Você tem sinovite vilonodular pigmentada?

Gostaria de fazer uma avaliação com o Dr. João Hollanda?

Você pode agendar sua consulta presencial ou por Telemedicina

Agende sua Consulta
Agende sua consulta