Cisto de Baker

Home / Cisto de Baker

CISTO de BAKER

O que é o cisto de Baker?

Também chamado de cisto poplíteo, o cisto de Baker forma-se na parte de trás do joelho na presença de patologias como artrose ou lesões de menisco, nas quais a produção de líquido inflamatório dentro do joelho torna-se abundante. Este líquido encontra na lesão um pertuito por onde consegue extravasar do joelho – ou seja, encontra uma espécie de válvula que permite a saída do líquido da articulação para o cisto, mas não permite seu retorno de volta ao joelho.

O que o paciente sente?

Como regra geral, o cisto de Baker não é causa de dor, porém a artrose ou as lesões de menisco, patologias que coexistem com o cisto, podem causar uma dor que pode ser mal interpretada como sendo proveniente do cisto.
Alguns pacientes observam um aumento de volume na parte de trás do joelho. Estes cistos são bem delimitados, não se aderem a outras estruturas (são móveis) e não causam processo inflamatório ao seu redor.
Cistos com grande volume podem limitar o movimento de hiperflexão do joelho (agachamentos).
Em alguns casos, o cisto pode se romper e levar ao extravasamento do líquido para a perna, que pode ficar inchada, endurecida e dolorosa.

Diagnóstico

O diagnóstico pode ser feito pelo médico com base no exame físico ou então com exames de imagem como a ressonância magnética.

Tratamento

A maior parte dos cistos de Baker não exigem tratamento específico, devendo o tratamento ser direcionado à condição subjacente (artrose, lesão do menisco). A drenagem deve ser reservada para casos com cistos muito volumosos, que são exceções.

Quer saber mais ?

WhatsApp chat