PREVENÇÃO DE LESÕES NO FUTEBOL

Home / PREVENÇÃO DE LESÕES NO FUTEBOL

PREVENÇÃO DE LESÕES NO FUTEBOL: FIFA 11+

O futebol é um esporte que envolve velocidade, acelerações e desacelerações, mudanças de direção, resistência e contato físico com outros atletas. O risco de lesões tanto por trauma como por sobrecarga é constante, tanto entre amadores como entre profissionais.

No caso do futebol profissional, a perda de um único jogo por um atleta de ponta em função de lesões pode significar um prejuízo na casa dos milhões, de forma que a FIFA não tem medido esforços no desenvolvimento de medidas preventivas que busquem minimizar tanto a ocorrência como as consequências das lesões.

Diversas regras foram modificadas em função de estudos que buscaram entender como ocorrem as lesões de maior gravidade; um exemplo disso é a cotovelada na cabeça, que passou a ser punida com cartão vermelho.

Algumas das lesões mais comuns no futebol, como o entorse do tornozelo, entorse do joelho e as lesões musculares estão diretamente relacionadas a quadros de fraqueza e desequilíbrios musculares. Estas lesões ocorrem majoritariamente na parte final de cada tempo do jogo, quando os atletas estão mais cansados e o controle da musculatura é pior.

Atletas com mau condicionamento físico cansam-se mais rapidamente e estão sob maior risco, e pelo mesmo motivo respeitar o prazo de 72 horas entre duas partidas consecutivas e realizar um bom trabalho de pré-temporada são medidas importantes para reduzir o risco de lesões.

Nos grandes clubes, os atletas são monitorados constantemente e um trabalho preventivo com foco no fortalecimento e reequilíbrio muscular é desenvolvido de forma individualizada para cada atleta. A prevenção é igualmente importante para os atletas recreativos e amadores, mas infelizmente a maioria deles não possuem o mesmo acesso para médicos, fisioterapeutas, preparadores físicos e fisiologistas na beira do campo para realizarem este monitoramento e orientarem a prevenção. Pensando nisso, o FIFA Medical and Research Center (F-MARC), desenvolveu um programa de prevenção destinado a jogadores amadores, homens e mulheres a partir dos 14 anos, denominado FIFA 11+.

Na Imagem da esquerda, a jogadora Formiga realiza exame isocinético, para avaliação de força. Este é um dos exames utilizados para a prescrição de um programa de prevenção individualizado.

 

A imagem da direita demonstra atletas realizando os exercícios do FIFA 11+

O FIFA 11+ possui três partes, com um total de 15 exercícios, que devem ser realizados no início de cada treino:

– Parte 1: exercícios de corrida em baixa velocidade, combinados com alongamento ativo e contatos controlados entre parceiros;

– Parte 2: seis conjuntos de exercícios focados na força do tronco e das pernas, equilíbrio (propriocepção) e pliometria/agilidade, todos eles com três níveis de dificuldade crescente;

– Parte 3: exercícios de corrida em velocidade moderada/alta, combinados a movimentos de fixação/ partida.

Este programa foi desenhado com a intenção de substituir o aquecimento habitualmente realizado antes do treino, de forma que ele não envolve tempo extra dos treinamentos.

De acordo com resultados de estudo publicado em 2008 no renomado British Medical Journal, equipes que praticam o FIFA 11+ regularmente pelo menos duas vezes por semana tiveram 37% menos lesões durante o treino e 29% menos durante as partidas. As lesões graves foram reduzidas em praticamente 50%.

WhatsApp chat